quarta-feira, 15 de março de 2017

Do fim-de-semana #11

Este foi um fim-de-semana prolongado para nós. Foram três dias, passados em Lisboa, inteiramente dedicados ao Diogo. 
O primeiro dia foi passado no Oceanário de Lisboa, onde o Diogo vibrava com cada peixe diferente que passava e com todas as outras espécies marinhas que por lá andavam. Aproveitamos ainda o dia maravilhoso que estava para almoçarmos na esplanada do próprio Oceanário, onde comemos uma salada de frango muito boa, com uma cervejinha bem fresca, passeamos um pouco pelo Parque das Nações e ainda fomos ver umas roupas giras para o nosso menino.
O segundo dia foi dedicado ao Jardim Zoológico de Lisboa. Mal entramos, dirigimo-nos logo para o espetáculo dos golfinhos que tinha acabado de começar. O Diogo vibrou e bateu palmas - estava mesmo feliz! Novamente um lindo dia, o que nos permitiu passear sem pressas por entre todos os animais que vivem no Zoo. Almoçamos lá e ainda andamos no teleférico. Se perguntarmos ao Diogo o que ele mais gostou de ver foram os elefantes. Ele adorou e achou imensa piada a alguns animais diferentes, em particular os macacos de rabos cor-de-rosa. Saímos de lá com um menino feliz, mas cansado, com a promessa de irmos comer um belo gelado a seguir. E assim foi! Um gelado para o menino, umas fresquinhas para os pais e uma volta pelo centro comercial antes de irmos para casa.
O terceiro e último dia começou com um giro por algumas lojas para os pais e mais umas coisinhas para o Diogo. Almoço com amigos num novo restaurante de hambúrgueres artesanais - Honorato (muito bons!). A tarde foi passada no Pavilhão do Conhecimento - Centro de Ciência Viva. Já com algumas curiosidades / experiências para a idade do Diogo, ele fez questão de parar em todos os pontos, mexer em tudo e achou muita piada a alguns deles, com muitas cores, balões de água gigantes, tempestades de areia, uma harpa sem cordas, enfim... delirou, mas ainda o que ele mais gostou foi andar pela Casa Inacabada, qual mestre de obras. À saída, e porque se portou bem, ainda teve a oferta de dois dinossauros. Dali, já um pouco cansados, fomos para casa, arrumar as malas e descansar um pouco, antes de irmos para o aeroporto.
Foram três dias em que os olhos do Diogo brilharam. Viu muitas coisa novas e diferentes. Andou de Metro pela primeira vez, pois sempre que íamos a Lisboa era de passagem, reencontrou amigos dos pais, brincou muito, comeu muitas "porcarias" e muita "coisa boa", bebeu muitos suminhos, quando chegava à cama, não adormecia, desmaiava, agradeceu muitas vezes aos pais por o termos "convidado" para ir viajar connosco, deu muitos beijos e abraços, ficou muito cansado das pernas, teve "boleia" algumas vezes, mas, acima de tudo, ele divertiu-se muito, tanto que no voo de regresso dormiu toda a viagem, como nunca tinha feito. Viagem de sucesso com muita diversão.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
video
video
video
video

1 comentário:

Anónimo disse...

Tão bom! O Diogo estava mesmo feliz.