quarta-feira, 1 de abril de 2020

Quarentena #3

Mais uma semana se passou e por cá estamos e continuaremos. Vou dividindo os meus dias entre o teletrabalho, os cozinhados, o estudo com o Diogo e os treinos diários, apenas com descanso ao domingo. Nunca imaginei que iria treinar seis vezes por semana. Santo domingo!
Tive que sair duas vezes esta semana e admito que senti alguma ansiedade de ambas as vezes. Quinta tive que ir ao apartamento, pois estava com uma infiltração na arrecadação e tive que ir resolver isso com os técnicos do condomínio (tudo resolvido já, falta lá ir um dia, limpar e aproveitar para arrumar o espaço). Na sexta, fomos os dois ao hipermercado. Tranquilo, acho que me portei bem, sem nunca tocar onde não devia, mal saí, desinfetei-me bem e, em casa, foi tudo para lavar.
Temos dias melhores que outros, mas ainda assim continuamos a tentar manter sempre a boa disposição. Como tenho o trabalho, acabo por ser a que melhor consegue ocupar os seus dias. Agora, o M. tem dias que se entretém bastante a magicar e a tirar fotos (nisso, a imaginação tem estado bem lá em cima e com resultados engraçados), mas noutros fica mesmo desorientado sem saber o que fazer (e tem lido quase todos os dias). O Diogo, por sua vez, acaba por chegar a uma altura do dia, regra geral a seguir ao almoço, em que fica aborrecido porque, mesmo com tantos brinquedos, não tem nada para fazer.
Esta semana comecei nas experiências culinárias. Fiz Bolo de Maçã, receita de uma amiga e que já tinha há cerca de um ano; Queques de Cachorro Quente, receita que vi na televisão, no programa da Filipa Gomes; e um bolo que batizei de Bolo de Chocolate Desconstruído, receita vista no Instagram, o bolo é saboroso, mas custa muito a desenformar (não vale a pena).
Ao final da tarde, treinamos, dentro ou fora de casa. Esta semana, o Diogo também treinou connosco, pois tinha exercícios enviados pelo seu professor. Depois do treino e banhos tomados, é a nossa melhor hora do dia. Relaxamos no sofá. À noite, temos aproveitado para ver alguns filmes, documentários e até já tenho jogado dominó e cartas (ao peixinho) com o Diogo.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

sexta-feira, 27 de março de 2020

Mudança da Hora

Bem se vê que não tenho convivido com o mundo exterior e que tenho evitado um pouco nos últimos dias ver notícias. Então, acabo de me aperceber que a hora muda já este domingo, dia 29 de março, da hora de inverno para a hora de verão, ou seja, à meia-noite de cá adiantaremos os nossos relógios para a uma da manhã. Que venha a hora de verão, que venha o verão, o bom tempo e o sol, que, mesmo estando em casa, sempre nos ajuda a levantar os ânimos e a aguardar por dias melhores.

quinta-feira, 26 de março de 2020

Filmes da semana #114

O primeiro da semana, o primeiro da quarentena, foi um filme inspirado na história verídica de um grupo de strippers que se aliam para se vingarem dos seus clientes ricos de Wall Street.
Hustlers - Ousadas e Golpistas
Diferente e estranho são os adjetivos que melhor descrevem este thriller. Norval, um homem privilegiado, chega à remota cabana costeira do seu pai, com quem não tem contato há 30 anos. Ele logo descobre que o pai não é apenas um idiota, como também tem um passado obscuro. Longe da sua zona de conforto, Norval deve lutar contra os seus demónios para se tentar conciliar com o pai.
Come to Daddy
O filme da semana apanhado em zapping, em final de tarde em plena quarentena. Consegui ver tudo sem adormecer, o que já é um bom indício. Um bom filme de ação de polícias e ladrões. Um grupo de homens mascarados inicia uma série de assaltos a bancos. Apesar de não se coibirem de matar quem se atravessa no seu caminho, doam o dinheiro a obras de caridade. 
Marauders - Saqueadores
O filme “The Shining" é um dos maiores clássicos de terror e continua na minha lista de filme favoritos. Por sua vez, a acção deste filme decorre várias décadas depois dos eventos de “The Shinning”. Dan, outrora criança, é um homem traumatizado. Quando conhece Abra, uma adolescente que também possui o “brilho”, percebe que ela está a ser perseguida por um perigoso grupo de caravanistas. Essas pessoas sobrevivem ao longo dos séculos, alimentando-se do “brilho” de certas pessoas. Mas o poder de Abra é mais forte do que todos podiam imaginar.
Doctor Sleep - Doutor Sono
O filme foca-se numa série de desventuras de Howard Ratner, um joalheiro judeu nova-iorquino que sente um constante impulso em fazer apostas arriscadas com tudo o que tem, ao mesmo tempo que tenta equilibrar a gerência da sua loja, a implosão do seu casamento e uma relação extraconjugal. O filme deixa-nos numa constante tensão frenética. Gostei.
Uncut Gems

quarta-feira, 25 de março de 2020

Quarentena #2

Assim terminamos a nossa primeira semana completa de quarentena e o bom desta semana é que os dias estiveram quase sempre bons - sol bom e sem vento, daí que tenhamos passado grande parte dos dias no jardim e até mesmo aproveitamos para fazer duas caminhadas, mesmo a partir daqui de casa. Os dias foram passados entre teletrabalho, limpar a casa, continuar com mais algumas arrumações (quando não há, invento), estudar com o Diogo, brincar e jogar com ele (já brincamos com os beyblades, jogamos à bola, ao dominó e às cartas). 
Antes disto tudo, e graças a Deus, a nossa casa acabou de ser pintada (interior e exterior). Adoramos o resultado final, idealizado por nós, visto que mudamos a cor da frente da casa. 
Todos os dias, apenas com exceção de domingo, temos treinado os dois ao final do dia, ora no jardim, no alpendre ou na sala, consoante o tempo o permite. Esta rotina mantém-se, portanto.
E por cá continuaremos, à semelhança de quase todo o país, por casa, uns dias mais entretidos que outros. Vamos mantendo contato com família e amigos, quer por chamadas, vídeo chamadas ou mensagens / mensagens de grupo. As vídeo chamadas com os meus pais têm sido especialmente divertidas.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

quinta-feira, 19 de março de 2020

Filmes da semana #113

Comecei muito bem a semana com um drama biográfico. O filme conta a história de Harriet Tubman, uma escrava que se tornou abolicionista, que, após ter conseguido escapar da escravidão, ajudou centenas de escravos a fugirem do sul dos Estados Unidos, no final do século XIX. 
Harriet
Um filme muito bom, com um twist completamente surreal nos últimos minutos. O vigarista Roy Courtnay conhece a promissora viúva Betty McLeish na internet. Mas, à medida que Betty lhe abre as portas da sua casa e da sua vida, Roy começa a sentir que, efetivamente, gosta dela, transformando o que deveria um golpe fraudulento na mais traiçoeira corda bamba da sua vida.
The Good Liar - A Mentira Perfeita
Um drama em boa hora apanhado em zapping. Gostei imenso do filme. Com uma história que nos faz pensar: "Será que estou a tomar a decisão certa?", sendo que estamos a decidir acerca da vida de outra pessoa e essa decisão poderá ditar todo o seu futuro. Frank cria sozinho a sua sobrinha Mary, uma criança-prodígio, e planeia proporcionar-lhe uma vida escolar normal. Porém as habilidades matemáticas de Mary chamam a atenção da mãe de Frank, que elabora outros planos para a neta, os quais podem separá-la do tio.
Gifted - Mente Brilhante
Uma semana tão boa de filmes (os primeiros três foram top!), mas que acabou mal com este remake de um filme de terror de 1974. Algumas alunas do Hawthorne College permancem no campus durante as férias de Natal; no entanto, algumas raparigas de uma irmandade começam a ser assassinadas, uma a uma, por uma figura misteriosa. 
Black Christmas - Natal Sangrento

terça-feira, 17 de março de 2020

Quarentena #1

Como quase todo o país, aqui por casa estamos a cumprir a quarentena decretada pelo Governo. Pai e filho desde segunda-feira, dia 16, e eu a partir de hoje, mas em regime de teletrabalho, tal como toda a Administração Pública Regional. 
De qualquer modo, já desde sexta-feira passada, fim de semana inclusive, que evitamos sair ao máximo de casa. Ontem, quando saí do trabalho, fui, tal como grande parte do país, fazer algumas compras ao hipermercado e levantar receitas à farmácia, pois temo que esta quarentena se prolongue por mais tempo que o expectável... e desejável por todos. 
Quando nos despedimos ontem no trabalho, dizíamos uns aos outros: "Oxalá nos vejamos daqui a 2 semanas. Seria bom sinal." 
Aguardemos pacificamente em nossas casas, em segurança e com saúde com os nossos perto de nós.

Teletrabalho

A partir de hoje, e até ordens em contrário, é assim que estamos: em teletrabalho. Segurança acima de tudo, e tranquiliza muito saber que toda a família está unida em casa.
 

segunda-feira, 16 de março de 2020

Do fim de semana #139

Um fim de semana diferente do habitual, mas que deve ter sido semelhante ao de muitas pessoas. Em casa sempre, apenas com uma saída domingo à noite a casa dos meus pais, e com todas as precauções recomendadas.
Assim sendo, já que não se deve sair de casa, e na sequência das limpezas e arrumações que já estava a fazer devido às pinturas em casa, continuo na minha saga de "destralhamento" - armários, gavetas, roupeiros, caixas e caixinhas - tudo está a ser limpo e reorganizado. Resultado: muita coisa vai para a arrecadação do apartamento, muita coisa (muita mesmo!) vai para doar e ainda muita traquitana para o lixo. Enquanto isso, as pinturas exteriores continuam e aproveita-se, também, para dar uma lavagem geral na mota.